sábado, 26 de janeiro de 2008

Iniciando o Ritual de Preparação

Iniciando o Ritual de Preparação

O Lutadores de Muay Thai acreditam em feitiços Mágicos, e acreditam na crença que podem com a magia paralisar o oponente, atrapalhando-o na luta. Os lutadores sabem “recitar” os encantamentos, principalmente aqueles para afastar os assombros (o medo) e para se manterem concentrados, aumentar a força e a coragem para lutar.

Em geral, os estudantes de Muay Thai sofrem um processo de Iniciação, uma cerimônia. Normalmente ocorre em uma Quinta-feira, pois quinta-feira é o dia do Deus das Artes e da Destreza, o estudante deve levar flores, incenso, velas, toalhas e água à casa do mestre.

Traria com ele também 6 moedas (de vinte e cinco “centavos”) de Satang e 6 tiras de pano branco de algodão. Dependendo da quantidade de estudantes que devem ser iniciados, uma festa pequena é preparada, com carne de porco, pato, e galinha e com outros alimentos e frutas.

O Professor/Mestre levanta as luvas ou o laurel sagrado (acho que refere-se a uma espécie de Mongkon ou paprachiat) de algodão e levantá-o acima de sua cabeça, então os estudantes a serem iniciados curvar-se-iam ao professor três vezes e colocariam o braço para frente a ser prendido pelo professor a luva ou o laurel. O professor e o estudante devem prender o artigo quando o professor começar a invocar a benção do conhecimento:

Buddhang Prasit Dhammang Prasit Sangkang Prasit, Narayana is Chao Prasit Pawantute” (que significa esse quem conferencia conhecimento).

Quando o professor libera as mãos do estudante, prende então o artigo acima de sua cabeça para demonstrar respeito a Rama, onde curva três vezes, ele então encara o professor e curva-se mais três vezes para ele. O professor faz então a seguinte invocação:

Siddhi Kijang, Siddhi Kammang, Siddhi Techo, Chaiyo Nijang, Chaiya Siddhi Pawantute”

Se houver a carne de porco ou o pato etc., então o professor pegará uma faca e cortará uma parte que oferecerá esta ao estudante, enquanto recita:

Este objeto for dado por Narayana a todos seus pupilos (discípulos) de modo que pudessem ser poderosos e apreciar felicidade duradoura”.

O estudante faz um outro sinal do respeito e come a parte de carne. Há sempre um recipiente grande da água sagrada e uma estatua de Buddha, que é colocado no meio para ser testemunha da cerimônia. A água sagrada é polvilhada no estudante e o professor ofereceria ao estudante usar até que se acabe (neste ultimo trecho à duvida, poderia ser rasga-lo com desgaste) o laurel sagrado de algodão, que é governado com o seguinte encantamento:

Om Sri Siddhi Deja Chana Satru Na, Ma, Pa, Ta - você vê-me. Sua mente seria obscura, preocupada, sem os sentidos (influências) de Namo Buddhaya, que fez você ser encantado, acreditando que eu sou Ong Promma Chaiya Siddhi Pawantume ".

Um encantamento usado pelo rei Naresuan, é usado frequentemente nesta cerimônia: “Pra Chao 5 Pra Ong” (cinco deuses) Namo Buddhaya;

Na Yan Bot Songkram (Na a região da guerra), Ma Tid tam Satru (MA persegue o inimigo), Bud Tor Su Pai Rin, (Bud luta com o adversário) Cha Sin Pol Krai (Dha conquista todas as forças) Ya Chok Chai Chana (Ya vitória e gloria).

O Rei Naresuan usou o seguinte encantamento para acoplar o inimigo na batalha ao lutarem próximos. (esta frase precisa ser melhor traduzida.)

Na Dej Rukran (Na, poder invade), Ma Tao Harn Fan Fad (Ma, coragem em golpear), Pa Pikat Home Huek (Pa, destrói sem medo), Ta Prab Suek Toi Tod (Ta, repele o inimigo).

Traduzido por Thiago Pedro Pinto do livro: Muay Thai: The Art of Fighting de Ruerngsa, Charuad e Cartmell

Mais desta tradução no site: http://br.geocities.com/muaythaipiraju/

Nenhum comentário: